Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Dois mortos e 65 feridos num sismo, no Peru

Um forte tremor de terra atingiu, este domingo de manhã, o sul do Peru. Morreram pelo menos duas pessoas e 65 outras ficaram feridas

Pelo menos duas pessoas morreram e 65 outras ficaram feridas num forte sismo que se fez sentir, este domingo de manhã, no sul do Peru, informaram fontes oficiais. O sismo ocorreu às 4h18 locais (9h18 em Lisboa), na região de Arequipa, sul do Peru, com uma magnitude entre os 6,8 e os 7,3 graus na escala de Richter, consoante as fontes.

O chefe do Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci) do Peru, Jorge Chávez, declarou à emissora RPP Noticias que as mortes ocorreram nas localidades de Yauca e Bella Unión. Já os feridos registaram-se nas províncias de Caravelí e Nazca, na região de Ica.

Inicialmente, o Centro de Alertas de Tsunamis do Pacífico, entidade norte-americana, emitiu um alerta de maremoto para certas zonas da costa do Peru e do Chile. No entanto, retirou o alerta poucos minutos depois.

O instituto norte-americano — que falou num sismo de magnitude 7,3 — dava conta da “previsão de ondas de tsunami perigosas para algumas costas”.
Em causa estavam ondas de 30 centímetros a um metro acima do nível da maré que podem chegar a algumas costas do Peru. Para o Chile o nível acrescido das ondas seria inferior a 30 centímetros.

O Centro de Alertas especifica que um tsunami é uma série de ondas que podem surgir intervaladas de cinco minutos a uma hora, pelo que o perigo “pode subsistir muitas horas depois da onda inicial”.

O impacto das ondas pode variar muito de acordo com o perfil da costa e o estado da maré no momento do impacto das maiores ondas. Ainda assim, avisa que “as pessoas apanhadas pelas ondas do tsunami podem afogar-se, ser esmagadas por detritos na água ou ser arrastadas para o mar”.

Já o instituto de geofísica norte-americano (USGS) informou sobre um sismo de magnitude 7,3 na escala Richter, a 42 quilómetros a su-sudoeste de Acari, às 9h18 (hora de Lisboa), a uma profundidade de 12,1 quilómetros. No entanto, horas depois corrigiu em baixa a magnitude do tremor de terra, para 7,1 graus Richter. Também corrigiu a profundidade do epicentro, para 36 quilómetros abaixo da superfície.