Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Cidadãos seria hoje partido espanhol mais votado em caso de eleições gerais

Albert Rivera (à esq.) com o atual primeiro-ministro de Espanha, Mariano Rajoy

Pablo Blazquez Dominguez / Getty Images

Depois de ter sido o partido mais votado nas eleições de dezembro na Catalunha, o Cidadãos alcança o valor de 27,1% na preferência de voto dos espanhóis, ultrapassando assim o Partido Popular, atualmente no Governo

O partido de direita liberal Cidadãos seria o mais votado em Espanha no caso da realização de eleições gerais, depois da vitória que teve na Catalunha, segundo uma sondagem da empresa Metrocopia publicada pelo "El País".

Depois de ter sido o quarto partido mais votado nas eleições legislativas de junho de 2016, o Cidadãos teria agora 27,1% da preferência dos espanhóis, ultrapassando o Partido Popular (PP, direita, no Governo) que agora teria 23,2%, o Partido Socialista Operários Espanhol (PSOE) com 21,6 % e o Unidos Podemos (coligação de extrema-esquerda) com 15,1 %.

O "El País" alerta que a sondagem só serve para medir "um estado de ânimo conjuntural", visto que neste momento nada parece indicar que possa haver essa ultrapassagem eleitoral nem existe a tensão que precede umas eleições.

Mesmo assim, não deixa de ser significativo que o Cidadãos consiga, pela primeira vez, esta indicação de voto que tem muito a ver com o grande resultado que o partido obteve nas eleições catalãs de 21 de dezembro de 2017.

O desafio separatista monopolizou o debate político espanhol no último ano e o Cidadãos concentrou os votos de direita na região onde já era o partido constitucionalista mais votado.

Segundo o "El País", uma grande parte dos eleitores nacionais apreciaram a posição "clara e firme" da formação liderada por Albert Rivera em defesa da ordem constitucional espanhola.