Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Brexit. Bruxelas prevê buraco orçamental que pode chegar aos €15 mil milhões

EMMANUEL DUNAND/GETTY

O comissário europeu para o Orçamento fala num buraco entre 12 mil milhões e 15 mil milhões de euros nas verbas comunitárias, consequência da saída do Reino Unido da União Europeia

O comissário europeu para o Orçamento, Gunther Oettinger, previu esta quarta-feira um buraco entre 12 mil milhões e 15 mil milhões de euros nas verbas comunitárias como consequência do 'Brexit' e um aumento contributivo pelos restantes 27 Estados-membros.

Em conferência de imprensa, Oettinger estimou que a saída do Reino Unido do bloco comunitário acarretará um 'buraco' orçamental entre os 12 mil milhões e os 15 mil milhões de euros no orçamento comunitário pós 2020, o que obrigará a cortes em todas as rubricas e a um aumento das contribuições dos 27 estados.

O comissário adiantou ainda que os novos desafios que a União Europeia tem que enfrentar - como a segurança e a crise migratória - obrigam a um reforço nas verbas, que estimou em "até 10 mil milhões de euros por ano".

"Temos dois grandes problemas: um buraco pelo lado das contribuições e outro nas despesas", salientou, explicando que deverá ser resolvido com um aumento de 50% nas receitas - podendo haver introdução de taxas ambientais, por exemplo, - e um corte de outro tanto nos gastos.