Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Guterres pede que “os direitos de manifestação e de expressão do povo iraniano sejam respeitados”

STR/ EPA

O secretário geral das Nações Unidas lamentou as vítimas mortais das manifestações que há seis dias decorrem em várias cidades do Irão

O secretário-geral da ONU, António Guterres, "lamentou os mortos" registados no Irão e pediu que "os direitos de manifestação e de expressão do povo iraniano sejam respeitados", declarou esta terça-feira um porta-voz.

Farhan Aziz Haq, que falava na habitual sessão diária com a imprensa, disse que "o secretário-geral segue com atenção as informações sobre as manifestações em várias cidades no Irão".

"Lamentamos as mortes e esperamos que a violência futura seja evitada", acrescentou o porta-voz em resposta à questão sobre qual a posição de António Guterres relativamente às manifestações no Irão e a repressão que se seguiu.

O guia supremo iraniano, ayatollah Ali Khamenei, acusou os "inimigos do Irão" de ingerência nos assuntos do país.

Em resultado das manifestações que desde há seis dias ocorrem em várias cidades do Irão, e da resposta musculada das autoridades, já foram registadas 21 vítimas mortais.

As manifestações iniciaram-se no dia 28 de dezembro em Machhad, nordeste do país, em protesto contra as dificuldades económicas e o regime, e propagaram-se rapidamente a outras zonas do país.