Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Irão diz que decisão de Trump pode provocar “uma nova intifada”

KIRILL KUDRYAVTSEV/GETTY

MNE iraniano considera que a decisão de Donald Trump constitui uma “provocação e uma decisão sem sentido dos Estados Unidos, que provocará uma nova intifada e impulsionará um comportamento mais radical, mais raiva e violência”

O Irão condenou esta quarta-feira a decisão do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel, advertindo que isso pode provocar uma "nova intifada" ou uma revolta palestiniana.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros referiu, em comunicado, que é uma "provocação e uma decisão sem sentido dos Estados Unidos, que provocará uma nova intifada e impulsionará um comportamento mais radical, mais raiva e violência".

O anúncio feito por Donald Trump representa uma rotura com décadas de neutralidade da diplomacia norte-americana na questão israelo-palestiniana.

Trump também anunciou que vai dar ordens ao Departamento de Estado para mudar a embaixada dos EUA de Telavive para Jerusalém.

No seu discurso, o Presidente dos EUA disse que continua a defender uma solução de "dois Estados" naquela região – Palestina e Israel – e disse que "tudo fará para promover uma solução pacífica".

Trump apelou à "calma" e à "tolerância" na sequência do seu anúncio, e indicou que o seu vice-presidente, Mike Pence, se desloca ao Médio Oriente "nos próximos dias".

Os Estados Unidos transformam-se assim no único país do mundo a reconhecer Jerusalém como capital de Israel.