Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ministro alemão convida Mário Centeno para ir a Berlim

YVES HERMAN/ Reuters

O ministro português foi convidado para ir à capital alemã após a tomada de posse que está marcada para 13 de janeiro

O ministro alemão das Finanças fala num “apoio alargado” a Mário Centeno na segunda ronda de votação. A eleição foi feita por voto secreto e o ainda presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, escusou-se a revelar os apoios conseguidos por cada um dos candidatos. A regra é essa: que se saiba apenas quem ganhou e que essa pessoa seja aceite de forma unânime pelos restantes 18 ministros das Finanças do Euro. Foi o que aconteceu esta segunda-feira e as declarações do alemão Peter Altmaier reforçam a vitória de Mário Centeno em relação ao outro candidato, o ministro luxemburguês, Pierre Gramegna.

Aos jornalistas, o alemão - que substituiu Wolfgang Schauble até que haja novo Governo na Alemanha - disse ainda que a eleição de Centeno é também o "reconhecimento das reformas difíceis mas bem sucedidas feitas por Portugal". O voto da Alemanha era um dos principais apoios com que o Governo Português contava para ganhar esta eleição.

Altmaier espera agora por um encontro com Centeno na segunda metade de janeiro. O alemão convidou o ministro português para ir a Berlim após a tomada de posse como Presidente do Eurogrupo, marcada para dia 13. O objetivo, adiantou em Bruxelas, passa por falar sobre "as grandes questões do futuro", como a reforma da zona euro ou a conclusão da União Bancária.

Falta agora saber para quando um novo Governo e um novo ministro das Finanças na Alemanha.

O que disseram os candidatos derrotados

Dana Reizniece-Ozola - Ministra das Finanças da Letónia
“Não estou desapontada (com a eleição). Acho que foi um processo útil para a Letónia se tornar mais visível e estar no palco político”.

Pierre Gramegna - Ministro das Finanças do Luxemburgo
“Parabéns a Mário Centeno pela eleição como Presidente do Eurogrupo. Aguardo com expectativa para trabalhar com ele no aprofundamento da União Económica e Monetária”.

Peter Kazimir - Ministro das Finanças da Eslováquia
“Não recebi o beijo esta noite... Ainda assim, foi um encontro emocionante”, disse através da Rede Social Twitter. Antes da eleição tinha escrito “A votação de hoje para a presidência do Eurogrupo é como um primeiro encontro (amoroso) com uma velha amiga em que não é claro se vais receber um beijo ou continuar como amigos”.