Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mensa oferece-se para fazer testes de QI a Trump e ao seu secretário de Estado

Alex Wong/Getty Images

É a resposta da famosa associação de 'génios' ao desafio que o Presidente lançou publicamente a Rex Tillerson

Luís M. Faria

Jornalista

Se o Donald Trump quiser mesmo disputar um campeonato de inteligência com o seu secretário de Estado, a Mensa está disposta a ajudar. É a resposta da famosa associação de 'génios' ao desafio lançado pelo presidente numa entrevista de terça-feira: se Rex Tillerson quiser medir o seu Q. I. contra o dele, Trump está a fim. "E posso dizer-vos quem vai ganhar", acrescentou.

Trump comentava a notícia de que Tillerson, exasperado com os tweets presidenciais que dificultam continuamente o seu trabalho, lhe terá chamado parvo ('moron') numa reunião com chefes militares há uns meses. Quando a notícia foi publicada há duas semanas, o secretário de Estado disse apenas que não comentava trivialiadades, recusando confirmar ou desmentir. Isso levou muita gente, incluindo o Presidente, a concluir que a história era verdadeira.

Tillerson teve o cuidado de fazer um elogio ao Presidente, e o seu porta-voz mais tarde desmentiu a notícia. Mas o facto de isso não ser feito de viva voz pelo visado parece ter irritado Trump. E assim, ele resolveu desafiar o seu secretário de Estado para uma batalha de Q.I. A Mensa, detetando uma oportunidade para se promover, surgiu a oferecer-se para administrar o teste. Já apresentou uma lista de locais possíveis, e lembra que "testes de QI da Mensa abundam em outubro. Políticos Bem-Vindos!".