Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Incêndios estão a fustigar zona vitivinícola do norte da Califórnia

Justin Sullivan/GETTY

Pelo menos dez pessoas morreram, mais de 100 estão dadas como desaparecidas, cerca de 20 mil tiveram de retiradas das suas regiões e 1500 propriedades foram destruídas no norte da Califórnia. Os incêndios são mais comuns no sul, mas a combinação do tempo seco com ventos fortes levou à rápida propagação a uma região que não costuma ser atingida por fogos desta dimensão

A região vitivinícola do norte da Califórnia está a ser fustigada por fortes fogos que deflagraram no domingo à noite e se propagaram rapidamente, obrigando a declarar o estado de emergência na região.

Pelo menos dez pessoas morreram, mais de 100 estão dadas como desaparecidas, cerca de 20 mil tiveram de ser retiradas das suas casas e 1500 propriedades foram destruídas nos condados de Napa, Sonoma, Yuba e Mendocino.

“Vai decididamente chegar ao ponto de se tornar uma das piores vagas de incêndios da história da Califórnia”, declarou o especialista em questões climáticas Daniel Swain ao jornal “Los Angeles Times”.

Os incêndios com estas características são mais comuns no sul, mas a combinação do tempo seco com ventos fortes levou à rápida propagação a uma região que não costuma ser atingida por fogos desta dimensão.

“Estes fogos destruíram estruturas e continuam a ameaçar milhares de casas, obrigando à retirada de milhares de residentes”, disse o governador Jerry Brown, ao declarar o estado de emergência.

Sete das vítimas mortais foram registadas em Sonoma, não se sabendo ainda detalhes sobre como as mortes ocorreram. “Há muitas casas e áreas queimadas, de modo que é lógico que vamos encontrar mais pessoas” mortas, afirmou o xerife Rob Giordano do condado de Sonoma. Duas outras pessoas morreram em Napa e uma em Mendocino. Dezenas de trabalhadores vitivinícolas tiveram de ser retirados por via aérea durante a noite.

Os incêndios estão a ocorrer durante a época das vindimas, mas em muitas propriedades as uvas já haviam sido apanhadas.