Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Governo militar tailandês promete que irá realizar eleições em novembro de 2018

Prayut Chan-O-Cha, primeiro-ministro da Tailândia

PORNCHAI KITTIWONGSAKUL / Getty Images

O anúncio surge após os Estados Unidos e a União Europeia terem efetuado pressões para que o primeiro-ministro Prayut Chan-O-Cha ordene a realização de eleições e acabe com as restrições às liberdade civis. O governante já havia, contudo, prometido eleições para este ano e tal acabou por não se verificar

A Tailândia vai ter eleições gerais em novembro de 2018, segundo prometeu esta terça-feira o chefe do Governo militar Prayut Chan-O-Cha. “Por volta de junho, anunciaremos a data para a próxima eleição”, acrescentou.

O anúncio surge depois de pressões dos Estados Unidos e da União Europeia para que se realizem eleições no país e acabem as restrições às liberdade civis. O governante falhou o compromisso que assumira em 2016 de realizar eleições este ano.

Prayut Chan-O-Cha está no poder desde o golpe de Estado, em 2014. No ano passado alterou a Constituição dando mais poderes aos militares, em nome de uma suposta cruzada contra os políticos civis corruptos e pela restauração da estabilidade.

  • Tailândia vai mesmo realizar eleições em 2017

    Apesar das dúvidas levantadas por um membro da Assembleia Legislativa Nacional, o vice-primeiro-ministro tailandês garante que as eleições não vão ser adiadas, para que seja restaurado um governo civil