Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Vereador espanhol enganou-se a enviar mensagem no whatsapp e acabou suspenso devido a comentários machistas

Zebenzui González enganou-se no destinatário e partilhou com quem não queria os comentários em que diz contratar mulheres para a câmara com as quais mantém depois relações sexuais (o vocabulário utilizado é bem mais rude). O PSOE já o afastou como militante e o cargo público que desempenha está por um fio

O vereador com o pelouro dos Cemitérios e Mercados na câmara de La Laguna (Tenerife) ainda deu pelo engano, mas demasiado tarde. Tudo porque trocou os destinatários e deu a ler num grupo do whatsapp que reúne militantes do PSOE os comentários em que se gaba de contratar mulheres para a autarquia com as quais depois mantém relações sexuais.

Os termos são mais crús - em bom vernáculo - e as mensagens são até acompanhadas das típicas expressões que traduzem gargalhadas.

Zebenzui González deu pelo erro e saiu da conversação com um pedido de desculpas, mas o teor machista das afirmações chocou e agora chovem os pedidos para que abandone ou seja expulso do cargo público.

Para já, o grupo do PSOE no whatsapp foi encerrado pela direção do partido mal foram conhecidas as mensagens, no início de agosto, e González foi suspenso como militante, “dada a gravidade dos factos conhecidos”.

O vereador defendeu-se, garantindo que os comentários não passam de uma “piada de mau gosto” e que foram descontextualizados, por dizerem respeito a uma conversa privada. “Não têm o sentido literal do que aparece escrito”, afirma, acrescentando que quem o conhece “sabe que esse tipo de comportamento ou ações chocam completamente com a minha maneira de ser”.

González pediu desculpa a todos os que se sentiram ofendidos e reconhece que o tom usado é de facto condenável, mesmo tratando-se de uma conversa e brincadeira com um amigo. Mas o caso está longe de ter sido encerrado. O vereador vai ser ouvido oficialmente e poderá mesmo perder o lugar na autarquia.