Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Coreia do Norte anuncia ter testado com sucesso a 'bomba H'

REUTERS

Esta madrugada a Coreia do Norte terá feito o seu maior teste nuclear de sempre. Os conselhos de Segurança Nacional da Coreia do Sul e Japão já estão reunidos de emergência

A Coreia do Norte anunciou ter testado hoje, com sucesso, uma bomba de hidrogénio desenvolvida para ser instalada num míssil balístico intercontinental. Este engenho é muito mais poderoso do que a bomba atómica.

As autoridades sul-coreanas garantem que o teste foi realizado em Kilju County, próximo de Punggye-ri, localizado no Norte do país e onde habitualmente Pyongyang leva a cabo os seus testes nucleares,

O Japão reagiu de imediato à notícia, condenando o ensaio desta madrugada. Shinzo Abe afirmou que um teste nuclear como este “não pode ser tolerado”. “Vamos convocar uma reunião do conselho de Segurança Nacional para recolher e analisar a informação.” A Coreia do Sul também anunciou que fará o mesmo.

No espaço aéreo da região andam já aviões especiais japoneses conhecidos como “detetores de radiações” para tentar confirmar se existiu ou não uma explosão nuclear.

O anúncio do “sucesso absoluto” do teste de uma bomba de hidrogénio, conhecida como 'bomba H', foi feito pela pivô da televisão estatal norte-coreana KCTV, horas depois de Seul e Tóquio terem detetado uma invulgar atividade sísmica na Coreia do Norte. O “terramoto artificial” foi 9,8 vezes mais poderoso do que o abalo sentido quando a nação liderada por Kim Jong-un realizou o quinto teste nuncelar.

Segundo dados recolhidos logo após o incidente pelo Serviço Geológico dos EUA, o terramoto foi inicialmente registado com uma magnitude de 5,6 e uma profundidade de 10 km, sendo mais tarde corrigidos estes números para 6,3 de magnitude, à superfície. Estes dados confirmam que este terá sido o maior teste nuclear da Coreia do Norte até ao momento.

Segundo a KCTV, o ensaio, o sexto conduzido pelo regime de Pyongyang, foi ordenado pelo líder norte-coreano.

O anúncio tem lugar depois de, na noite de sábado, a agência oficial norte-coreana KCNA ter garantido que a Coreia do Norte conseguira desenvolver com êxito uma bomba de hidrogénio passível de ser instalada num míssil balístico intercontinental (ICBM).

A KCNA divulgou então uma fotografia de Kim Jong-un junto a uma suposta 'bomba H', acompanhado por cientistas nucleares e altos oficiais do Departamento da Indústria de Munições do Partido dos Trabalhadores, apesar de, como é habitual, não ter facultado detalhes sobre o local nem a data do acontecimento.