Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

O emotivo abraço entre o pai do menino morto no atentado em Barcelona e um imã

Javier Martínez disse sentir a “necessidade de abraçar um muçulmano”. O gesto simbólico aconteceu esta quinta-feira à saída da mesquita de Rubí, onde foi celebrada uma cerimónia de homenagem às vítimas dos ataques na Catalunha

Javier Martínez, o pai do menino de três años que morreu no atentado de Barcelona, disse sentir “a necessidade de abraçar um muçulmano”. Respondeu à chamada o imã Driss Sally, de Rubí, a povoação onde vive a família. Emocionados, os dois abraçaram-se à porta da mesquita local, num gesto simbólico que fizeram questão de partilhar.

O abraço aconteceu esta quinta-feira, depois de uma pequena cerimónia de homenagem às vítimas dos ataques na Catalunha, no interior da mesquita. Momentos depois, sem conter as lágrimas, o imã é também confortado pela mãe da criança.

Xavi foi a vítima mais nova do atentado nas Ramblas. Estava a passear com um familiar quando a carrinha o atingiu, não tendo sobrevivido aos ferimentos.