Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Iberia cancela voo de domingo para a Venezuela

Jasper Juinen/GETTY

Depois da Air France, também a Iberia cancelou um dos seus voos receando problemas decorrentes das eleições deste domingo. A TAP mantém a sua operação normalmente

A Iberia cancelou o voo Madrid-Caracas-Madrid de domingo “devido à delicada situação na Venezuela e às dificuldades operacionais e de segurança”, informou este sábado a companhia aérea espanhola.

“A empresa tem a melhor boa vontade e disposição para retomar as suas operações na Venezuela. Enquanto isso, a sua prioridade é preservar a segurança dos seus clientes, equipa e todos os funcionários que servem nos seus voos”, indicou a companhia.

A Iberia explicou aos clientes afetados pelo cancelamento que lhes oferecerá a melhor alternativa de viagem possível em outras datas, a possibilidade de reembolso do bilhete ou a colocação em voos de outras companhias.

Os próximos voos da Iberia para a Venezuela estão previstos para quarta-feira. Os voos da companhia espanhola para o país sul-americano são realizados à quarta-feira, sexta-feira e domingo.

A Air France anunciou na sexta-feira à noite a suspensão dos seus voos entre Paris e Caracas de domingo, quando se realizam as eleições para a Assembleia Nacional Constituinte na Venezuela, até 01 de agosto.

Perante “a situação atual na capital da Venezuela, somos obrigados a suspender os nossos voos de Paris para Caracas no domingo, 30 de julho, até terça-feira, 1 de agosto”, informou a companhia francesa em comunicado.

Contactada pela Lusa, a TAP informou que não há alterações previstas nas suas operações para a Venezuela.

Pelo menos 113 pessoas morreram desde 1 de abril na Venezuela, no âmbito de protestos contra o Governo do Presidente Nicolás Maduro e contra a Assembleia Constituinte, que foi proposta por Maduro, amplamente rejeitada pela oposição do país.

As eleições para a Assembleia Constituinte vão ser realizadas no domingo.