Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Merkel diz que mudou de ideias sobre a Europa após o Brexit e as eleições francesas

FOCKE STRANGMANN/EPA

Afirmação da chanceler alemã foi proferida num comício da campanha para as eleições federais, nas quais vai tentar a reeleição

“Para muitas pessoas, eu incluída, algo mudou quando nós vimos que os britânicos queriam sair, quando nós nos preocupámos com as eleições em França e na Holanda, onde partidos pró-europeus derrotaram candidatos populistas”, disse Angela Merkel este sábado num comício que decorreu numa estância balnear em Zingst, no Báltico, em declarações citadas pela agência Reuters.

Nesta ação de campanha para as eleições federais de 24 de setembro, nas quais vai tentar a reeleição, a chanceler alemã apresentou a defesa da União Europeia (UE) como uma das suas bandeiras.

Merkel admitiu que a UE está longe de ser perfeita e é demasiado burocrática, mas diz que o Brexit e estas eleições que tiveram lugar no ano passado mudaram a sua perspetiva, reforçando o seu empenho na defesa da Europa comunitária.

“Nós apercebemo-nos nos últimos meses que a Europa é mais do que burocracia e regulação económica, que a Europa e viver juntos na UE tem algo que ver com guerra e paz, que as décadas de paz depois da Segunda Guerra Mundial teriam sido completamente impensáveis sem a UE”, declarou, gerando uma vaga de aplausos.

A líder da CDU, que cresceu na antiga República Democrática Alemã, afirmou que no passado muitas pessoas tomaram a UE e as suas vantagens – como a liberdade de expressão, liberdade religiosa e liberdade de circulação – como garantidas.

“Vocês não têm isso em muitos pontos do mundo. E é por isso que vale a pena lutar por esta Europa”, declarou, concluindo depois que “é por isso que um dos nossos cartazes diz: ‘Se a Europa for mais forte, então a Alemanha será mais forte’. Isto está diretamente relacionado”.