Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Visita oficial de Donald Trump ao Reino Unido vai acontecer em 2018

May e Trump voltaram a encontrar-se na cimeira do G20 em Hamburgo

Matt Cardy

Informação está a ser avançada pela BBC esta terça-feira, depois de rumores de que o Presidente norte-americano tinha suspendido os planos dada a oposição de parte da população britânica

O Presidente dos Estados Unidos vai visitar o Reino Unido no próximo ano, com Downing Street e a Casa Branca atualmente a negociarem opções de datas para a visita oficial de Donald Trump ao país.

A informação está a ser avançada pela BBC esta terça-feira, depois de rumores de que Trump não ia avançar com a visita programada enquanto houvessem "potenciais ameaças" contra ele.

Há um mês, o "The Guardian" tinha noticiado que Trump telefonou à chefe do governo britânico, Theresa May, para a informar de que não ia visitar o país enquanto o povo britânico não apoiasse a ideia, numa altura em que estavam a ser organizados protestos contra essa visita de Estado.

Trump tinha aceitado o convite da Rainha Isabel II para viajar até à Grã-Bretanha na qualidade de Presidente dos EUA depois da visita de May a Washington em janeiro, logo a seguir à sua tomada de posse.

A perspetiva de uma visita oficial tem gerado grande controvérsia no Reino Unido: a seguir ao encontro de May com Trump na Casa Branca, dois milhões de britânicos assinaram uma petição contra a viagem do líder americano ao Reino Unido, com o mesmo número de pessoas a assinar uma segunda petição em maio com o mesmo objetivo.

No início de junho, o autarca de Londres pediu ao governo que retirasse o convite a Trump por causa dos seus comentários controversos no rescaldo do atentado na ponte de Londres. O pedido foi ecoado por várias figuras políticas, incluindo o atual secretário-geral do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, e o antigo líder dos Liberais Democratas, Tim Farron.

Antecipava-se que a visita oficial de Trump fosse ser confirmada no Discurso da Rainha no mês passado, mas isso também não aconteceu, com os media locais a avançarem depois que os dois governos estavam a debater a possibilidade de agendar a visita para outubro. Agora, as informações apuradas pela BBC no rescaldo da cimeira do G20 dão conta de que esta vai acontecer no próximo ano, numa data ainda a definir.