Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Sobe para 30 número de mortos no incêndio em Londres

Carl Court/Getty Images

Número de vítimas mortais deverá aumentar. Polícia local ainda não sabe as causas do incêndio, oficialmente dado com extinto esta manhã, embora nada indique “que o fogo tenha sido iniciado de forma deliberada”

Pelo menos 30 pessoas morreram no incêndio de quarta-feira na torre Grenfell, em Londres, de acordo com o novo balanço provisório da polícia local. O aumento do número de mortos deve-se, em parte, a algumas pessoas que foram levadas para o hospital e acabaram por falecer.

“Sempre soubémos que o número de mortos iria aumentar”, acrescentou o chefe da polícia metropolitana Stuart Cundy, citado pelo “The Guardian”, sublinhando que este número irá continuar aumentar. Segundo a agência espanhola EFE, o número não deverá ser superior a 100.

O mesmo polícia explicou ainda que “nada indica que o fogo tenha sido iniciado de forma deliberada”, embora a investigação sobre as suas causas possam demorar semanas. “Infelizmente, não esperamos encontrar quaisquer sobreviventes.” O incêndio foi extinto esta manhã.

O presidente da Câmara de Londres, Sadiq Khan, já exigiu a publicação “este verão” de um relatório preliminar sobre o incêndio, que esta manhã foi finalmente dado como extinto, segundo a polícia. Também a primeira-ministra, Theresa May, anunciou a abertura de uma investigação oficial.

Momentos antes, o Serviço Nacional de Saúde britânica contabilizava 24 pessoas hospitalizadas, 12 das quais em “estado crítico”. Os feridos estão a ser tratados em quatro hospitais de Londres. O número de desaparecidos é ainda uma incógnita (os serviços de emergência falam em “dezenas”), mas a BBC estima que sejam até 76 pessoas. Esta manhã, o tabloide “The Sun” noticiou que havia pelo menos 65 desaparecidos.

O incêndio que deflagrou na torre Grenfell na madrugada de quarta-feira é um dos maiores incidentes deste tipo na capital britânica. As famílias já tinham alertado o senhorio para este desfecho, mas este garantiu várias vezes que não exisitia risco e que, caso existisse um incêndio, os bombeiros conseguiriam resgatá-los numa hora.