Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Rússia anuncia que pode ter matado líder do Daesh

PRAKASH SINGH/GETTY

Abu Bakr al-Baghdadi deverá ter sido atingido em finais de maio por um ataque aéreo que teve como alvo uma reunião de líderes do autodenominado Estado Islâmico na cidade síria de Raqqa

O Ministério da Defesa russo indicou esta manhã que está a verificar a informação que dá conta de que um ataque aéreo russo, levado a cabo a 28 de maio na cidade síria de Raqqa, contra o local onde decorria uma reunião de dirigentes do Daesh terá morto o líder da organização, Abu Bakr al-Baghdadi.

“Segundo informação que está agora a ser verificada através de vários canais, o líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, também estava presente na reunião”, refere a declaração do Ministério russo, citada pela agência RIA.

Além de Abu Bakr al-Baghdadi, o ministério refere que o raide aéreo terá provocado a morte a 30 responsáveis intermédios, entre os quais Abi al-Khadji al-Mysri, Ibrahim al-Naef al-Khadj e Suleiman al-Shauah. e a outros 300 combatentes.

A mesma fonte adianta que os Estados Unidos foram avisados do ataque.

Se se confirmar esta morte, será um grande sucesso para a Rússia, que lidera uma ação militar em apoio ao Presidente sírio, Bashar al-Assad, desde setembro de 2015.

[Notícia atualizada às 9h35]