Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Dono da Anbang indisponível devido a “razões pessoais”

Thomas Peter

A seguradora chinesa Anbang, que foi apontada como candidata à compra do Novo Banco, anunciou hoje que o seu presidente não pode exercer funções "devido a razões pessoais", após a imprensa avançar que este foi detido pelas autoridades.

A seguradora chinesa Anbang, que foi apontada como candidata à compra do Novo Banco, anunciou hoje que o seu presidente não pode exercer funções "devido a razões pessoais", após a imprensa avançar que este foi detido pelas autoridades.

Em comunicado, a empresa informa que Wu Xiaohui "autorizou os executivos para que continuem a dirigir os negócios, que continuam a operar com normalidade".

A nota, difundida através do ‘site’ oficial da Anbang, surge poucas horas após vários meios chineses avançarem que Wu, um dos multimilionários mais conhecidos da China e casado com uma neta do histórico líder comunista Deng Xiaoping, está detido pelas autoridades, enquanto colabora numa investigação.

O comunicado não detalha os motivos para a indisponibilidade de Wu.

Entretanto, a informação inicialmente avançada pela revista Caijing, sobre a sua detenção, foi apagada da página oficial daquele órgão na Internet.

O jornal de Hong Kong South China Morning Post escreve que Wu estava a cooperar numa investigação e que deixou de ser visto desde o final da semana passada.

Xiang Junbo, o anterior presidente da Comissão Reguladora de Seguros da China, foi destituído e colocado sob investigação há dois meses.

Criada em 2004, com sede em Pequim, a Anbang tem mais de 30 mil trabalhadores e ativos no valor de 227 mil milhões de euros, segundo o seu 'site' oficial.

A empresa tornou-se mundialmente famosa, em 2014, ao comprar o icónico hotel de Nova Iorque Waldorf Astoria, por 1.950 milhões de dólares.

Em agosto de 2015, não conseguiu chegar a acordo com o Banco de Portugal para a compra do Novo Banco, numa corrida em que participaram também os chineses do Fosun e o fundo de investimento norte-americano Apollo.