Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Conservadores “têm de garantir” estabilidade do país. “E é isso que vamos fazer”, diz May

TOBY MELVILLE/ Reuters

No curto discurso, após ter sido eleita deputada pelo círculo de Maidenhead, a líder dos conservadores insistiu várias vezes que ainda faltava contar muitos votos e que os números conhecidos até ao momento são apenas projeções

Theresa May discursou em Maidenhead, círculo que a elegeu como deputada, com um gosto amargo: as projeções apontam para a vitória dos conservadores, mas são insuficientes para manter ou reforçar a maioria absoluta dos tories no Parlamento. Já esta sexta-feira de madrugada, a primeira-ministra, de semblante carregado, agradeceu o apoio e defendeu que a “estabilidade” do país é, neste momento, uma das prioridades.

“O país precisa de um período de estabilidade e, independentemente de quais foram os resultados, os Conservadores vão assegurar a estabilidade para que todos nós como um só país possamos estar juntos”, disse May.

Ainda apoiada apenas pelos números das projeções (à hora em que discursou, a contagem de votos ainda nem ia a meio), May considerou que, sendo o Partido Conservador ao mais votado e com mais assentos parlamentares, é a eles que cabe garantir a estabilidade. “E é isso que vamos fazer”, disse.

Ao longo do discurso insistiu que ainda faltava contar muitos votos e que os números conhecidos até ao momento são apenas projeções.