Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Reino Unido. Sondagem mais recente estima vitória de Theresa May com margem de 8%

BEN STANSALL/GETTY

As urnas encerram às 22h no Reino Unido. Uma hora depois são esperados os primeiros resultados

Eram 8h20, menos de hora e meia após a abertura das assembleias de voto, quando a atual primeira-ministra britânica votou. Em dia de eleições gerais, Theresa May votou em Sonning, condado de Berkshire, sudeste de Inglaterra, mas não prestou qualquer declaração aos jornalistas presentes.

Pode ser que a eles – e ao país – se dirija como vencedora mais lá para o fim da noite, caso se confirmem as previsões e as sondagens. Uma das mais recentes (realizada para o “Evening Standard”) estima que os conservadores vençam com 44% dos votos, alcançando uma margem de 8% sobre os trabalhistas de Jeremy Corbyn. May é pois apontada como favorita, ainda que o seu destino esteja nas mãos dos eleitores, literalmente, até às 22h – quando as urnas encerram.

Em Londres, Corbyn votou também. Chegou sorridente e agradeceu aos repórteres a sua presença: “Muito obrigado por virem aqui aqui hoje. Acabei de votar. Estou muito orgulhoso da nossa campanha”.

Cerca de 46,9 milhões de britânicos são chamados a escolher o seu futuro governo, praticamente um ano depois do referendo sobre a saída da União Europeia, que deu a vitória ao Brexit. Os eleitores vão escolher os próximos 650 deputados de Westminster pela segunda vez em dois anos.

Os primeiros resultados são esperados por volta das 23h.

  • 650 eleições para escolher o Governo do Brexit

    As legislativas antecipadas desta quinta-feira vão ser mais renhidas do que Theresa May previa. O trabalhista Jeremy Corbyn fez uma campanha de resistência que pode moderar a dimensão à provável vitória da primeira-ministra