Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Irão. Aumentou para 17 número de mortos no duplo atentado

AFP

Os atentados contra o Parlamento iraniano e o mausoléu do aiatola Khomeni, ocorridos esta quarta-feira, foram reivindicados pelo Daesh

O número de vítimas mortais do duplo atentado do Estado Islâmico, na quarta-feira, em Teerão, subiu para 17, disse esta quinta-feira o diretor do Instituto de Medicina Legal do Irão através de um comunicado.

O responsável pelo Instituto de Medicina Legal, Ahmad Shoyai, acrescenta que 13 corpos foram já identificados e que o número total de vítimas mortais aumentou de 12 para 17, visto que cinco dos feridos não resistiram à gravidade dos ferimentos.

Segundo o diretor dos Serviços de Emergência de Teerão, Pir Hosein Kolivand, o número total de feridos ultrapassa a meia centena, sendo que a maior parte encontram-se ainda internados nos cuidados intensivos dos hospitais da capital do Irão.

Os atentados de quarta-feira foram reivindicados pelo Estado Islâmico contra o Parlamento e o mausoléu do aiatola Khomeni, fundador da república islâmica.

Por outro lado, o ministro dos Serviços de Informações do Irão confirmou esta quinta-feira que, pelo menos cinco dos atacantes envolvidos na ação armada integraram o Estado Islâmico como combatentes no Iraque e na Síria.

De acordo com o membro do governo, os cinco indivíduos, de nacionalidade iraniana, combateram em Mossul, no Iraque, e em Raqqa, na Síria e morreram durante a operação de quarta-feira, em Teerão.

As fotografias dos corpos dos atacantes foram publicadas mas as autoridades ainda não revelaram as respetivas identidades.