Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Identificado terceiro atacante de Londres

FLores e mensagens de apoio às vítimas perto de Borough Market

PETER NICHOLLS / REUTERS

Youssef Zaghba, um cidadão italiano-marroquino de 22 anos, foi identificado como o terceiro autor do ataque em Londres. Jovem já tinha sido detido no ano passado em Bolonha

As autoridades britânicas já identificaram o terceiro autor do ataque que causou no sábado sete mortos e 48 feridos em Londres. Trata-se de Youssef Zaghba, um cidadão italiano-marroquino, de 22 anos, que já estava na mira da polícia italiana.

Em março de 2016, Youssef Zaghba chegou a ser detido pela polícia em Bolonha, quando se preparava para viajar até à Síria, com escala em Istambul, avança o jornal “Corriere della Sera.” Foi acusado por terrorismo internacional, mas acabou por ser absolvido. De acordo com o jornal “La Repubblica”, as autoridades encontraram no telemóvel de Youssef conteúdos religiosos, que indicavam a intenção do jovem de juntar-se ao autoproclamado Estado Islâmico (Daesh).

Filho de pai marroquino e mãe italiana, Youssef Zaghba viajava com frequência para Bolonha, onde a mãe foi viver após o divórcio. As autoridades italianas já tinham alertado as congéneres britânicas e marroquinas sobre as deslocações suspeitas do jovem para a Turquia e Síria.

Atualmente, Youssef Zaghba estaria a trabalhar num restaurante em Londres e telefonava várias vezes à mãe, segundo o mesmo jornal.

Os outros dois atacantes eram Khuram Shazad Butt, um cidadão britânico de origem paquistanesa, de 27 anos, e Rachid Radouane, um cidadão britânico com ascendência marroquina, de 30 anos. Ambos viviam em Barking, Londres.

No sábado à noite, os três atacantes atropelaram um grupo de pessoas numa carrinha branca na Ponte de Londres, seguindo depois para o Borough Market, onde esfaquearam várias pessoas. De acordo com as autoridades, 36 feridos continuam internados, 18 deles em estado crítico.

(Atualizado às 14h44)