Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Khuram e Rachid: os responsáveis pelo atentado de Londres

À direita, Khuram Shazad Butt, à esquerda, Rachid Redouane

HANDOUT/ Reuters

Um deles era conhecido das autoridades. Ainda falta identificar o terceiro atacante

A polícia precisou apenas de oito minutos para apanhar e matar Khuram Shazad Butt e Rachid Redouane no último sábado. Apesar da rápida ação, não foi suficiente para travá-los a tempo de impedir a morte de sete pessoas. Os dois foram identificados esta segunda-feira pelas autoridades britânicas como os responsáveis pelo atentado terrorista na London Bridge e no Borough Market.

“Enquanto não é feita a identificação formal, os detetives acreditam que já sabem a identidade de dois dos atacantes. Acreditam que os dois são o Khuram Shazad Butt e Rachid Redouane,ambos de Barking, no leste de Londres”, lê-se num comunicado da polícia.

Khuram Shazad Butt tinha 24 anos, nasceu a 24 de abril no Paquistão mas tinha nacionalidade britânica. Rachid Redouane era mais velho, tinha 30 anos e dizia ser cidadão de Marrocos e da Líbia, no entanto as autoridades acreditam que usasse também uma outra identidade: Rachid Elkhdar, nascido a 31 de julho de 1991.

“Se alguém tiver alguma informação sobre estas pessoas e que possa ser útil à investigação, os detetives estão disponíveis para ouvir. Estão particularmente interessados em informações como os lugares que frequentavam e os seus movimentos nos dias e horas anteriores ao ataque”, lê-se no comunicado divulgado pela polícia britânica.

Khuram Shazad Butt já era conhecido das autoridades, mas não exista qualquer indício de que estivesse a planear o ataque. Já Rachid Redouane não tinha qualquer registo. Segundo a polícia, neste momento estão a decorrer 500 investigações relacionadas com terrorismo, que envolvem cerca de três mil suspeitos. Após o atentado, já foram detidas 12 pessoas.

No sábado, às 22h08, três homens numa carrinha branca atropelaram um grupo de pessoas na London Bridge. Em seguida correram, armados com facas, para o Borough Market, onde esfaquearam várias pessoas. Sete pessoas morreram e 48 ficaram feridas (18 ainda se encontram em estado grave).