Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Jiadistas apedrejam homem até à morte por adultério na Somália

O individuo de 44 anos foi enterrado até ao pescoço e apredejado com centenas de pessoas a assistir. O apedrejamento, levado a cabo como punição por adultério, mostra que os jiadistas ligados à Al-Qaeda ainda mantêm o controlo de algumas zonas do país

Apesar da Al-Shabbab ter vindo a perder terreno nos últimos anos, a morte por apedrejamento de um homem de 44 anos mostra que o movimento ainda controla diversas regiões da Somália

Apesar da Al-Shabbab ter vindo a perder terreno nos últimos anos, a morte por apedrejamento de um homem de 44 anos mostra que o movimento ainda controla diversas regiões da Somália

MOHAMED ABDIWAHAB/GETTY

Rebeldes jiadistas da Al-Shabbab apedrejaram até à morte um homem, como punição por adultério. O caso foi registado este domingo na aldeia Ramo Adey, na região do centro-sul da Somália.

Dayow Mohamed Hassan, de 44 anos, era casado com duas mulheres e envolveu-se sexualmente com uma terceira, tendo-a engravidado. “O homem tinha uma terceira mulher que era divorciada. Ele não a tinha desposado de acordo com a sharia (lei islâmica). Ele enganou-a, dizendo-lhe que tinha ido a um sheik (líder religioso) e que ele o tinha casado com ela. Contudo, quando a mulher engravidou, as duas famílias discutiram e não havia qualquer dado de um matrimónio válido. O tribunal decidiu que ele não tinha casado com ela legalmente e que devia ser apedrejado até à morte”, afirmou Moalim Geedow, membro da Al-Shababa que governa a região, citado pela agência Reuters

Após ter sido enterrado até ao pescoço, Dayow Mohamed Hassan foi morto por apedrejamento, com centenas de pessoas a assistir.

A Al-Shabab, ocasionalmente, determina este tipo de sentenças por crimes sexuais. Apesar deste grupo jiadista ligado a Al-Qaeda ter vindo a perder terreno nos últimos anos, face à intervenção de uma força de 22 mil soldados da União Africana, a execução desta pena mostra que o movimento ainda controla diversas regiões da Somália.