Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Explosão em hospital militar em Banguecoque

RUNGROJ YONGRIT/GETTY

Mais de 20 pessoas ficaram feridas esta segunda-feira, na sequência da explosão de uma bomba num hospital militar no distrito de Phaya Thai

A explosão que esta segunda-feira provocou mais de 20 feridos num hospital militar em Banguecoque foi causada por uma bomba de fraca potência, informou a polícia.

"Segundo os resultados preliminares da investigação, posso dizer que se trata de uma bomba" disse à imprensa no hospital Srivara Rangsibrahmanakul, um responsável da polícia.

O incidente ocorreu exatamente três anos após o golpe que colocou os militares no poder na Tailândia, limitando as liberdades civis e reprimindo qualquer indício de oposição.

O hospital fica situado no distrito de Phaya Thai, na capital tailandesa.

Segundo a AFP, a explosão ocorreu numa sala de espera onde doentes, familiares de militares e civis esperavam receber os medicamentos prescritos.

O incidente foi inicialmente reportado como tendo ocorrido num quarto reservado para militares retirados, de acordo com o portal estatal PBS, segundo a Efe.

Alguns órgãos de comunicação social locais tinham atribuído a explosão a uma fuga de gás.

Fontes do centro informaram que pelo menos 24 pessoas ficaram feridas, três das quais com gravidade, na sequência da explosão.
O diretor do hospital King Mongkut, Saroch Kiaokachee, disse em conferência de imprensa que abriu uma investigação para apurar as causas da explosão.