Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Macron joga à direita e escolhe Edouard Philippe para chefiar governo francês

CHARLY TRIBALLEAU / AFP / Getty Images

Aos 47 anos, o presidente da Câmara do Havre pelo partido de direita Os Republicanos é o novo primeiro-ministro francês. Foi nomeado pelo Presidente Emmanuel Macron, que se diz nem de esquerda nem de direita

Com a nomeação de Édouard Philippe, 47 anos, presidente da Câmara do Havre pelo partido de direita Os Republicanos e centrista (juppéista), o Presidente Emmanuel Macron afirma a sua intenção: unir as alas moderadas da esquerda e da direita.

Trata-se de um sinal forte de Macron na perspetiva das eleições legislativas de junho: a nomeação ameaça fazer explodir a direita de Os Republicanos e pretende pemitir à Républica em Marcha, o movimento de Macron, pensar numa maioria absoluta na Assembleia, dado que ele também fez explodir o PS.

O novo Governo, que deverà incluir mais polîticos da direita, vai ser anunciado certamente esta terça-feira, e apenas vai permanecer em funções depois das legislativas de 11 e 18 de junho (primeira e segunda voltas) se o Républica em Marcha vencer as legislativas de forma a conseguir uma maioria absoluta ou uma maioria relativa que lhe permita ter apoio no Parlamento.