Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estrela da TV sul-africana morta em assalto

A morte do ator Mandla Hlatshwayo, de 40 anos, está a gerar uma vaga de comentários sobre a necessidade de se controlar a insegurança no país

Inúmeros sul-africanos estão a usar as redes sociais para prestarem tributo a Mandla Hlatshwayo, ator de 40 anos que era conhecido no país devido à sua participação na série televisiva “Generations” e que foi morto, juntamente com um amigo, na noite deste domingo em sequência de um assalto.

Hlatshwayo e o amigo foram assassinados após terem ido confrontar um grupo de homens que tinham roubado os telemóveis de mulheres que se encontravam num pub do Soweto, nos subúrbios de Joanesburgo.

“É com tristeza que eu vos informo do falecimento do nosso querido irmão, amigo e colega Mandla Hlatshwayo. Ele foi abatido na noite passada no pub Meli, em Pimville. Irá seguramente fazer-nos falta. Que a sua humilde alma descanse em paz!”, anunciou diretor da rádio JoziFM, onde o ator era animador.

Há alguns anos, o pai do ator também fora morto durante um assalto.

O caso está a gerar manifestações de indignação nas redes sociais, com apelos para que se tomem medidas para fazer frente à insegurança na África do Sul, país em que mais de 50 mil pessoas são assassinadas todos os anos.