Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Empresário Marc Ladreit acusado de desfalque na contratação de de François Fillon

François Fillon ficou pelo caminho na primeira volta das presidenciais francesas

ETIENNE LAURENT /EPA

O empresário francês Marc Ladreit, amigo do antigo primeiro-ministro François Fillon, foi sexta-feira acusado por suspeitas de ter contratado para um emprego fictício a mulher do antigo candidato conservador às presidenciais de França

O empresário francês Marc Ladreit, amigo do antigo primeiro-ministro François Fillon, foi sexta-feira acusado por suspeitas de ter contratado para um emprego fictício a mulher do antigo candidato conservador às presidenciais de França.

De acordo com as fontes judiciais contactadas pela AFP, que confirmam a notícia avançada pelo 'Journal du Dimanche', o magnata de 76, fundador do grupo Fimalac, por desfalque relativamente ao trabalho que outorgou a Penelope Fillon num sua revista literária, a 'Reveu de deux mondes', um emprego fictício pelo qual recebia um salário bruto de cinco mil euros por mês, entre maio e dezembro de 2013.

Os três juízes que analisaram o processo e entrevistaram Fillon durante dez horas levaram em conta a proximidade entre o antigo ministro de Nicolas Sarkozy e o empresário, destacando o testemunho do então diretor da revista.

Michel Crépu contou que o empresário o chamou para dizer-lhe que Penelope Fillon iria escrever algumas críticas para a publicação, "porque se sentia aborrecida", mas que não ia a ser conselheira literária.

Ladreit negou essa versão de Crépu e salientou que a presença de Penelope Fillon foi fundamental para reformar a revista.
A revelação em finais de janeiro de vários escândalos sobre alegados empregos fictícios criados para a sua mulher e para dois dos seus filhos tiveram um forte impacto na campanha do candidato da direita, que não conseguiu passar à segunda volta na votação de 23 de abril.