Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Isabel dos Santos diz que rumores sobre saúde de José Eduardo dos Santos são “notícias falsas”

rui duarte silva

A empresária Isabel dos Santos desmentiu hoje via Instagram as notícias que circularam esta semana sobre o agravamento do estado de saúde do pai, o Presidente angolano José Eduardo dos Santos, atualmente com 74 anos.

A empresária Isabel dos Santos desmentiu hoje notícias que circularam esta semana sobre o agravamento do estado de saúde do pai, o Presidente angolano José Eduardo dos Santos, atualmente com 74 anos.
A posição foi assumida em duas mensagens que a empresária e presidente do conselho de administração da petrolífera estatal angolana Sonangol colocou, como o faz habitualmente, na sua conta na rede social Instagram, nas últimas horas.
Numa destas mensagens, publicada hoje, questiona "com que propósito continuar a insistir em divulgar notícias falsas sobre a saúde do #PRAngola", ilustrando-a com a imagem "Notícias Falsas".

Desde o início da semana que vários rumores, em Angola e Portugal, apontam para o agravamento do estado de saúde de José Eduardo dos Santos, numa altura em que se encontra em visita privada a Espanha, conforme anunciado publicamente anteriormente.

Alguma imprensa angolana associa estas viagens habituais a Espanha - por vezes mais do que uma vez por ano - à necessidade de o chefe de Estado receber tratamento médico numa clínica de Barcelona, informação que oficialmente nunca foi confirmada ou desmentida pela Presidência da República.

O portal angolano Maka Angola, do jornalista Rafael Marques e visado na mensagem de Isabel dos Santos, escreveu na terça-feira que o estado de saúde do Presidente José Eduardo dos Santos "está a causar, atualmente, grande apreensão entre as figuras cimeiras do MPLA", partido que governa Angola desde 1975.

Oficialmente, e como tem sido habitual em rumores semelhantes que já surgiram anteriormente, a Presidência da República e o próprio partido que José Eduardo dos Santos lidera desde 1979 não comentam estas informações, sobre o estado de saúde do chefe de Estado.

Por isso mesmo, Isabel dos Santos foi a primeira e única a abordar estas notícias até ao momento, com duas mensagens publicadas desde sexta-feira.
"Alguém que desce tão baixo de nível, até ao ponto de inventar notícias de morte tudo pela vontade insaciável de criar confusão e tumulto político em Angola. Até que ponto chega o egoísmo de ignorar que existem familiares e amigos", escreve a empresária, numa outra mensagem na rede social Instagram.

José Eduardo dos Santos deslocou-se a 01 de maio a Barcelona, Espanha, para uma visita privada, informou na altura a Casa Civil da Presidência da República, não tendo sido divulgada ainda qualquer informação sobre o seu regresso ao país.

Na nota distribuída então à imprensa, a Casa Civil da Presidência da República referia que o chefe de Estado angolano havia interrompido a sua estadia naquele país, em novembro de 2016, na sequência do falecimento, por doença, do seu irmão mais velho, Avelino dos Santos, ocorrida na África do Sul.
Antes desta viagem, José Eduardo dos Santos convocou, por decreto presidencial de 25 de abril, as eleições gerais em Angola para o dia 23 de agosto próximo, que servem para eleger, além dos deputados à Assembleia Nacional, também, por via indireta, o novo chefe de Estado, eleição à qual já não concorre, após quase 37 anos no poder.