Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Arqueólogos encontraram 17 múmias no Egito

Ministro das Antiguidades, Khaled Al-Anani, visita as catacumbas

MOHAMED ABD EL GHANY/REUTERS

Arqueólogos egípcios encontraram 17 múmias nas catacumbas na província de Minya, no centro do país, anunciaram hoje as autoridades do país.

Arqueólogos egípcios encontraram 17 múmias nas catacumbas descobertas na província de Minya, no centro do país, anunciaram hoje as autoridades do país.
"Encontramos catacumbas que contêm um determinado número de múmias", disse, em conferência de imprensa, o coordenador da equipa de arqueólogos responsável por esta descoberta na região de Touna-el-Gabal, a sul do Cairo.
O encontro com os jornalistas decorreu na região desértica de Touna-el-Gabal, a cerca de 200 quilómetros a sul do Cairo, onde foi realizada a descoberta.
Aquele espaço "tem 17 múmias e um determinado número de sarcófagos", referiu o Ministério das Antiguidades, num comunicado que também indica serem dois dos sarcófagos esculpidos em argila e outros em pedra.
"É a primeira necrópole humana encontrada no centro do Egito com este número de múmias", salientou Salah al-Khouli.
Trata-se de "uma descoberta importante, sem precedentes", referiu o diretor do departamento de escavações arqueológicas da Universidade do Cairo, Mohamed Hamza, em declarações à AFP.
Este responsável precisou que o local arqueológico data "da época grego-romana, entre o terceiro século antes de Cristo e o terceiro século depois de Cristo".