Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Vírus Zika: Brasil declara fim da emergência nacional

Getty

Em causa está a diminuição do número de pessoas infetadas com o vírus Zika no Brasil, mas investigadores que temem que o assunto seja esquecido

O Ministério da Saúde brasileiro declarou esta quinta-feira o fim da emergência nacional, decretada em novembro de 2015, sobre o vírus Zika.

A decisão resulta da diminuição dos casos registados, e segundo os critérios da Organização Mundial da Saúde (OMS) o Brasil não preenche mais os requisitos exigidos para manter o estado de emergência.

De acordo com o Ministério da Saúde brasileirp, o fim da emergência acontece porque a epidemia já não é considerada incomum ou inesperada, embora continue a ter impacto sobre a saúde pública nacional.

O país registou um queda de 95% no número de casos do vírus Zika entre janeiro e abril deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Até abril de 2016, foram notificados 170 mil casos, contra os cerca de 7900 registados em 2017.

O anúncio ocorre 18 meses após a decretação do estado de emergência no país, tendo sido recebido pelos investigadores com alguma preocupação por temerem que as medidas preventivas sejam reduzidas e as vitimas do Zika sejam esquecidas.

Em 2016, oito pessoas morreram devido ao vírus Zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Este ano não foram registadas mortes relacionadas com o vírus. O vírus tem sido associado a casos de microcefalia e outras consequências neurológicas.