Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

OMS declara surto de ébola no Congo

Organização Mundial da Saúde confirma casos de ébola na República Democrática do Congo. Até agora, pelo menos três pessoas morreram

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou um novo surto de ébola na República Democrática do Congo, após o vírus causar três mortes desde 22 de abril. O alerta foi dado após nove pessoas serem diagnosticadas com febres hemorrágicas suspeitas.

Segundo a OMS, a epidemia afetou a província de Bas-Uele e está a trabalhar em conjunto com as autoridades da região no sentido de controlar o vírus rápida e eficazmente. Uma das medidas passa por colocar especialistas de saúde e equipamentos de proteção na área lesada.

O Ministro da Saúde do Congo, Oly Ilunga, confirmou o surto e alertou a população que não existe motivo para pânico. O último surto de ébola no Congo ocorreu em 2014 e registou 49 mortes.

Em 2013, uma epidemia de ébola na África Ocidental matou cerca de 11300 pessoas e deixou milhares de sobreviventes com problemas de saúde a longo prazo. As zonas mais afetadas foram Guiné, Serra Leoa e Libéria.

Na época, a OMS foi criticada por atuar demasiado devagar e não entender a gravidade da situação.

Recentemente foi desenvolvida uma vacina experimental, que pode ser usada apenas em caso de emergência, avança a OMS.