Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Megafraude superior a €1 milhão em hotel de luxo em Berlim

DAVID GANNON / AFP / Getty Images

Alguns funcionários do hotel Adlon, edifício centenário muito procurado por celebridades, são suspeito de desviar a avultada verba através de um sistema paralelo de faturação

Alguns funcionários do Hotel Adlon, em Berlim, Alemanha, estão sob investigação por suposto roubo de mais de um milhão de euros. O montante proveniente da venda de bebidas e outros produtos (não especificados) aos hóspedes do mais famoso hotel da capital alemã, edifício imponente e centenário que se ergue na Pariser Platz, junto às Portas de Brandenburgo, foi desviado das caixas registadoras oficiais através de um sistema paralelo de faturação.

A fraude só agora foi descoberta, num controlo interno de rotina às contas do hotel, pelo que se desconhece há quanto tempo este esquema vinha sendo mantido.

A gerência do Adlon apresentou queixa contra vários funcionários, depois de uma análise às contas e da ter chegado à conclusão de que o montante desviado indevidamente excede o milhão de euros. Segundo refere a agência alemã DPA, desconhece-se ainda o número de pessoas envolvidas neste desfalque, Sabe-se apenas que todos os funcionários suspeitos estão suspensos de funçôes.

O hotel Adlon, por agora, limita-se a confirmar a existência de uma queixa e a suspensão de alguns dos seus empregados, sem adiantar mais pormenores enquanto as investigações da polícia alemã estiverem em curso.

Edifício majestoso e centenário erguido na Pariser Platz, junto às Portas de Brandenburgo, o Adlon já hospedou figuras importantes como o ex-Presidente dos Estados Unidos Barack Obama. Foi também de uma das suas janelas, que em 2002, num episódio que se tornou muito polémico, Michael Jackson pegou num dos seus filhos bebés e o exibiu aos fãs aglomerados à porta do hotel