Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Brexit. Michel Barnier pede negociações “sem agressividade”

JEAN-PIERRE CLATOT/AFP/GETTY IMAGES

Negociador da União Europeia para o Brexit defende ser vital que Reino Unido e o bloco mantenham relações “sólidas”

O negociador da União Europeia para o Brexit, Michel Barnier, defendeu esta quinta-feira negociações "sem agressividade" com Londres para que o bloco e o Reino Unido possam manter relações "sólidas".

Num discurso perante o Parlamento irlandês, em Dublin, Barnier prometeu também que a União Europeia (UE) irá lutar para evitar o regresso de uma fronteira controlada entre a Irlanda e a Irlanda do Norte.

A Irlanda é o único país da UE que partilha uma fronteira terrestre com o Reino Unido e poderá sofrer uma crise económica se o Brexit implicar a aplicação de taxas e outras barreiras comerciais entre o Reino Unido e o bloco europeu.

"Vou trabalhar convosco para evitar uma fronteira rígida", disse Michel Barnier aos deputados irlandeses.

No discurso, perante ambas as câmaras do Parlamento, Barnier reconheceu que a República da Irlanda está numa posição especial no que se refere ao Brexit e disse que "o interesse da Irlanda será o interesse da UE".

Sublinhou ainda que nada nas negociações deverá pôr em risco o acordo de paz da Irlanda do Norte.

No seu discurso ao Parlamento, que decorre de um convite até agora reservado a chefes de Estado e de Governo, Barnier reconheceu que as negociações do 'Brexit' terão consequências para ambas as partes, mas disse confiar que será possível um acordo justo.

"Se nós negociarmos no respeito mútuo, sem nenhuma agressividade (...) se estivermos abertos a encontrar soluções, não haverá motivo para que a Europa não possa manter uma relação sólida com o Reino Unido", disse.