Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Presidente eleito foi com Hollande homenagear vítimas da II Guerra Mundial

STEPHANE DE SAKUTIN / EPA

Sob o Arco do Triunfo, François Hollande e Emmanuel Macron ouviram solenemente “A Marselhesa", o hino nacional da França, e “Le Chant des Partisans”, canção emblemática da resistência francesa à ocupação da Alemanha nazi

O Presidente eleito da França compareceu esta manhã no seu primeiro ato oficial em Paris. Ao lado do Presidente cessante François Hollande, Emmanuel Macron não faltou a uma homenagem às vítimas da II Guerra Mundial ,nos 72 anos da vitória dos Aliados.

Sob o Arco do Triunfo, Hollande recebeu Macron, seu antigo ministro da Economia (entre 2014 de 2016), com um aperto de mãos antes da cerimónia. Ambos ouviram solenemente "A Marselhesa", o hino nacional da França, e "Le Chant des Partisans", canção emblemática da resistência francesa à ocupação da Alemanha nazi.

Em seguida, Hollande e Macron colocaram uma coroa de flores no túmulo do "soldado desconhecido", em homenagem aos milhões de soldados que perderam as suas vidas na I (1914-1918) e na II Guerra Mundial (1939-1945). E cumprimentaram ainda, um a um, o grupo de veteranos que estava sob o emblemático Arco do Triunfo, em Paris.

O centrista Emmanuel Macron foi eleito com 66,10% dos votos, contra 33,90% da candidata da extrema-direita Marine le Pen, de acordo com os resultados definitivos, divulgados esta manhã, da segunda volta das eleições presidenciais francesas, que decorreram este domingo.

Esta manhã, antes da cerimónia que reuniu os dois Presidentes, o Palácio do Eliseu divulgou uma nota onde dá conta de que a tomada de posse de Macron está agenda para o próximo domingo, 14 de maio.