Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Chuvas intensas obrigam a evacuações no Canadá

MARCOS TOWNSEND / AFP / Getty Images

Chuvas torrenciais dos últimos dias no Quebec afetaram centenas de famílias residentes nas proximidades de Montreal, obrigando-as a deixar as suas casas

O estado de emergência foi declarado este domingo em Montreal, Canadá, e deverá manter-se pelo menos por 48 horas, devido a inundações causadas por chuvas torrenciais e neve derretida, Estas são as piores cheias das últimas décadas no país e não se prevê quando é que a situação voltará à normalidade.

A rutura de três pequenos diques provisórios em Pierrefonds, a oeste da ilha de Montreal, fez com que o nível da água subisse mais 10 centímetros em zonas já muito inundadas, forçando as evacuações e a declaração do estado de emergência.

Cerca de 1900 pessoas de 126 municípios foram forçadas a abandonar as suas residências, de acordo com um balanço da proteção civil do Quebec. O exército reforçou os meios para ajudar os afetados, e 800 soldados adicionais juntaram-se a mais de 400 tropas que já assistiam a população.

Em Rigaud, o mayor Hans Gruenwald Jr. diz que "algumas das pessoas colocadas em barcos para saírem das suas casas choravam como bebés". O autarca de uma das localidades mais afetadas pelas cheias lamentou o deslocamento forçado dos residentes, salientando que se chegou a um ponto em que a população "não podia mais decidir sobre o seu próprio futuro".

Devido às chuvas intensas, o nível das águas do lago de Ontário atingiram um máximo nunca visto desde 1993, avança a agência Canadian Press.