Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Feministas contra Marine Le Pen. Femen volta a atacar

IAN LANGSDON/EPA

Ativistas do movimento feminista Femen desfraldaram hoje uma grande faixa na Igreja de Henin Beaumont (norte), perto do lugar onde a candidata da extrema-direita à Presidência francesa, Marine Le Pen, votou este sábado.

No cartaz que as cinco militantes exibiram, no topo de uns andaimes, podia ler-se: "Marine ao poder, Marianne ao desespero", numa referência à simbólica figura da República francesa e aos seus valores de liberdade, igualdade e fraternidade. Pelo menos duas das participantes no protesto foram detidas, segundo os jornalistas presentes no local.

Na primeira volta das eleições presidenciais, realizada há duas semanas, as forças policiais detiveram um grupo de militantes da Femen que tentaram boicotar o voto de Le Pen. Uma dúzia de ativistas daquela organização feminista apresentou-se, na altura, na assembleia de voto da líder da Frente Nacional, com o peito descoberto e os rostos tapados com máscaras de Le Pen, do seu pai, Jean-Marie, e dos líderes russo, Vladimir Putin, sírio, Bashar Al Asad, e norte-americano, Donald Trump.

A líder da Frente Nacional já tinha sido alvo da Femen dias antes, quando uma ativista invadiu o palco da sala Zenith de Paris quando Le Pen pronunciava um discurso, ou no dia 01 de maio, quando invadiram "uma festa popular e patriota", também organizada na capital francesa.

Os franceses votam hoje para a segunda volta das eleições presidenciais, a fim de decidir quem irá dirigir o país nos próximos cinco anos, o centrista pró-europeu Emmanuel Macron ou a candidata de extrema direita Marine Le Pen. Na primeira volta, a 23 de abril, Macron foi o mais votado dos 11 candidatos na corrida, obtendo 23,7% dos votos, seguido de Le Pen, com 21,9% dos votos, segundo os resultados oficiais.

Entre as 08:00 e as 19:00 locais (07:00 e 18:00 em Lisboa), 47,5 milhões de eleitores são chamados a votar em 66.546 assembleias de voto em todo o território. Em algumas grandes cidades, as urnas ficam abertas até às 20:00 (19:00 em Lisboa).