Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pyongyang falha terceiro lançamento de um míssil

Foto de arquivo cedida pela agência de notícia norte-coreana KCNA em abril do ano passado, aquando do teste de lançamento de missil submarino pelo exército do país

KCNA / EPA

A Coreia do Norte disparou, para teste, um míssil balístico de médio alcance a partir da parte ocidental do país, mas o lançamento aparentemente falhou, segundo fontes norte-americanas e sul-coreanas

O comando militar dos Estados Unidos no Pacífico confirma que o míssil lançado ao fim do dia desta sexta-feira (hora portuguesa) pela Coreia do Norte explodiu no ar, não tendo conseguidio sair do território coreano ocidental e não tendo, por isso, constituído uma ameaça à segurança norte-americana.

Este terá sido o terceiro teste falhado num mês, de acordo com informações da agência noticiosa Associated Press, que classifica ainda a iniciativa como "uma clara mensagem de desafio aos Estados Unidos". Este tipo de ensaios militares é condenado pela ONU, que considera serem um incentivo à corrida armamentista e ao aumento das tensões entre os países.

O Presidente norte-americano, Donald Trump, não tardou a reagir nas suas habituais mensagens no Twitter, afirmando que "a Coreia do Norte desrespeitou os desejos da China", acabando o tweet de forma enfática: "Bad!"

Embora a Coreia do Norte não tenha ainda comentado este incidente, os media locais reiteram este sábado a intenção do país em mostrar-se capaz de atingir o território norte-americano.

Apesar do falhanço, o momento do lançamento está a ser considerado cirúrgico pelos analistas, por ter ocorrido apenas algumas horas antes do arranque de uma reunião ministerial das Nações Unidas em Pyongyang sobre a escalada da corrida armamentista. Os responsáveis norte-coreanos não compareceram ao encontro, que conta com a presença do secretário de Estado norte-americano Rex Tillerson.