Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Arkansas: Duas execuções no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos

ARKANSAS DEPARTMENT OF CORRECTIONS / HANDOUT / EPA

Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos

O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado.

Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado. As duas execuções foram separadas por aproximadamente três horas.

A execução de Jones, de 52 anos, e de Williams, de 46, é a primeira que um estado norte-americano realiza no mesmo dia, desde que o Texas o fez em agosto de 2000. A primeira execução no estado do Arkansas desde 2005 foi a de Ledell Lee, na quinta-feira.

As autoridades do Arkansas pretendiam inicialmente executar oito presos em 11 dias em abril, mas quatro conseguiram que a aplicação da pena capital fosse suspensa temporariamente pela justiça.

O estado norte-americano fixou essas oito execuções em 11 dias, argumentando que tinham de ser realizadas antes do abastecimento de um químico letal expirar a 30 de abril.

Com a dupla execução de segunda-feira, subiu para nove o número de presos executados desde o início do ano nos Estados Unidos.

Desde que o Supremo Tribunal restaurou a pena de morte há quatro décadas foram executados 1.451 condenados, dos quais 30 no Arkansas.