Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump e o atentado em Paris: “Terá um grande efeito nas eleições”

Mark Wilson/GETTY

Presidente norte-americano diz que o povo francês irá dizer “não” ao terrorismo nas presidenciais deste domingo, após mais um atentado na capital

Donald Trump acredita que o atentado desta quinta-feira em Paris terá um grande impacto nas eleições presidenciais em França, este domingo.

“Outro ataque terrorista em Paris. O povo francês não vai aguentar isto muito mais. Terá um grande efeito na eleição presidencial”, escreveu esta manhã o Presidente norte-americano na sua conta do Twitter.

A declaração de Trump foi colocada pouco depois de Marine Le Pen, líder da Frente Nacional (FN) e candidata da extrema direita ao Eliseu, ter acusado esta manhã o governo francês de “inação”, reafirmando a necessidade de o país repor as fronteiras e de expulsar os terroristas para os seus países de origem.

Recorde-se que a líder da FN é uma apoiante de Trump desde sempre, tendo defendido que a sua eleição representaria a “vitória do povo contra as elites”. Depois da vitória do candidato republicano, reforçou que a sua eleição “constitui uma pedra adicional na construção de um novo mundo”.

Mais recentemente, quando o Presidente norte-americano decidiu proibir temporariamente a entrada nos EUA de imigrantes oriundos de sete países de maioria muçulmana e suspender a admissão de todos os refugiados durante 120 dias, Le Pen elogiou a medida lamentando que a França não tenha fronteiras por causa da livre circulação na UE. E na manhã desta sexta-feira, a dois dias das eleições e em reação ao atentado da véspera, a candidata da direita insistiu na necessidade da França fechar as suas fronteiras

Logo após a sua eleição, Trump iniciou contactos com Marine Le Pen e Nigel Farage, líder do partido eurocético britânico UKIP. A líder da Frente Nacional chegou a ser vista inclusivamente em meados de janeiro na Trump Tower, no âmbito de uma viagem privada a Nova Iorque. Na altura, Le Pen recusou contudo responder se iria reunir-se com o Presidente dos EUA.