Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Turquia. Pelo menos quatro feridos em explosão junto de complexo policial

Uma das vítimas encontra-se em estado crítico, segundo a agência turca Dogan. As causas da explosão são ainda desconhecidas

Pelo menos quatro pessoas ficaram esta manhã feridas na sequência de uma explosão junto de umas instalações da polícia na cidade de Diyarbakir, no sudeste da Turquia. Uma vítima encontra-se em estado crítico, segundo a agência turca Dogan.

Desconhecem-se ainda as causas do incidente que terá ocorrido numa zona de reparação de veículos do complexo, situado numa zona residencial da cidade de maioria curda, de acordo com fonte da polícia citada pela Reuters.

A deflagração foi ouvida em toda a cidade, numerosas ambulâncias e veículos das forças de segurança foram enviados para o local da explosão, de acordo com o jornalista da AFP em Diyarbakir, "capital" do sudeste de maioria curda da Turquia.

A explosão ocorreu cinco dias antes do referendo em que os turcos são chamados a votar alterações na Constituição, que passam pela substituição do regime parlamentar por um presidencialista. Recep Tayyip Erdogan pretende concentrar mais poderes e tem insistido que a vitória do 'não' na consulta popular será dar razão ao PKK, considerado por Ancara um grupo terrorista, e aos “golpistas”.

Esta região é palco de confrontos quase diários entre as forças de segurança e os membros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), classificado como "terrorista" por Ancara e os seus aliados ocidentais.

Após a rutura de um frágil cessar-fogo visando acabar com o conflito que causou mais de 40 mil mortos desde 1984, as violências entre o PKK e Ancara recomeçaram no verão de 2015.
A Turquia também foi atingida nos últimos meses por vários atentados dos jiadistas do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh).