Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ações da United caem em sequência do caso do passageiro expulso

Alex Wong/GETTY

Cerca de 14% dos voos da United Airlines são em rotas dos Pacífico e diversas críticas que surgiram nas redes sociais consideram que o passageiro não teria sido arrastado para fora do avião daquela forma caso não tivesse aspeto asiático

As ações da United Continental – empresa proprietária da companhia aérea United Airlines – chegaram a cair 4,4%, em sequência do impacto negativo do vídeo veiculado nas redes sociais que mostra um dos seus passageiros a ser arrastado de forma violenta para fora do aparelho no domingo por o voo que iria efetuar a ligação de Chicago por Louisville se encontrar em situação de overbooking.

Cerca de 14% dos voos da United Airlines são em rotas dos Pacífico e diversas críticas que surgiram nas redes sociais consideram que o passageiro não teria sido retirado do avião daquela forma caso não tivesse aspeto asiático.

Esta terça-feira de manhã, na rede social chinesa Weibo, o caso atraiu a atenção de mais de 340 milhões de utilizadores.

O indivíduo que foi expulso do avião da United fora um dos quatro selecionados aleatoriamente para não seguirem viagem, devido à situação de sobrelotação.

O passageiro recusara-se a sair, afirmando ser médico e precisar de estar no dia seguinte em Louisville por se encontrar de serviço no hospital.