Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Dois suecos, um britânico e um belga morreram no ataque a Estocolmo

getty

Um dos mortos de nacionalidade sueca é uma menina de 11 anos. Polícia de Estocolmo já confirmou as identidades e informou as famílias. Dos 15 feridos provocados pelo ataque com um camião há ainda 10 pessoas hospitalizadas, algumas das quais em estado grave.

Dois cidadãos suecos, dos quais uma criança, um britânico e um belga são as nacionalidades das vítimas mortais do atentado em Estocolmo em que um camião atropelou várias pessoas numa rua pedonal, anunciou hoje a polícia da Suécia.

"Confirmamos as identidades das pessoas que morreram e as suas famílias já foram informadas", declarou o responsável da polícia de Estocolmo, Jan Evensson, em conferência de imprensa. Um dos mortos de nacionalidade sueca é uma menina de 11 anos.

No atentado, perpetrado na passada sexta-feira, 15 pessoas ficaram feridas, 10 estão hospitalizadas e algumas permanecem em estado grave.


A polícia sueca acredita que o autor do ataque é um uzbeque de 39 anos, que foi detido na sexta-feira, mas as investigações não descartam a possibilidade de o atacante ter tido ajuda de outras pessoas. O suspeito do ataque esteve referenciado nos serviços de informação suecos, mas atualmente já não constava dos arquivos das entidades de segurança.

Os meios de comunicação suecos referiram que o uzbeque era simpatizante do grupo extremista Estado Islâmico. Seis pessoas próximas ao suspeito também foram detidas pela polícia e, entre sábado e hoje, serão interrogadas.