Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ataque do Daesh em Tikrit mata pelo menos 26 civis

Muitos civis que já fugiram de Ramadi e de Tikrit estão refugiados num campo improvisado nos arredores de Bagdade, a capital

SABAH ARAR

Ataque em duas etapas acontece numa altura em que as forças iraquianas continuam a tentar reaver o controlo de Mossul com o apoio aéreo da coligação internacional “Amigos da Síria”

Pelo menos 26 pessoas, na sua maioria civis, morreram e 40 ficaram feridas num ataque de militantes do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh) à cidade de Tikrit, no Iraque.

A informação foi avançada por fontes médicas no local e confirmada à BBC por fontes da polícia iraquiana, que explicaram que uma unidade de jiadistas começou por atacar uma patrulha da polícia no distrito central de Zuhur, matando três agentes e abrindo depois fogo contra a população civil na área.

O ataque acontece numa altura em que as forças governamentais continuam a avançar para o centro urbano de Mossul, o último grande bastião do Daesh no Iraque, perante riscos de uma enorme cheia por causa de danos na barragem de Tabqa.

A ofensiva para recapturar Mossul aos extremistas foi lançada em outubro – em janeiro, as tropas iraquianas e as forças curdas conseguiram, com o apoio aéreo da coligação internacional liderada pelos EUA, reaver o controlo da parte oriental da cidade. A parte ocidental, onde há milhares de civis ainda encurralados, está a provar-se mais difícil de reconquistar.