Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Melania Trump já tem retrato oficial

Sóbria, vestida de preto, a primeira-dama já tem a sua primeira fotografia oficial no site da Casa Branca, onde elege como causas as que se relacionem com as mulheres e as crianças

De blazer preto e lenço da mesma cor ao pescoço, braços cruzados e uma expressão confiante (provavelmente retocada com o Photoshop), Melania Trump já tem o seu primeiro retrato oficial como primeira-dama dos Estados Unidos.

A imagem foi partilhada no Twitter pela sua nova assessora Stephanie Grisham, que lhe associou o link para a conta oficial da que é conhecida no país pela sigla FLOTUS (do original, First Lady of the United States of America).

Os pormenores sobre a fotografia não tardaram a ser conhecidos. Foi feita junto à emblemática janela da West Sitting Hall, uma das salas no segundo andar da Casa Branca, pela fotógrafa Regine Mahaux, velha conhecida da família Trump, sobretudo pela autoria das suas mais conhecidas imagens de glamour.

Também já há preços a circular. Melania fez-se fotografar usando dois anéis, um deles na mão esquerda, com um diamante de 25 quilates. Foi a prenda dada pelo marido em 2015 para assinalar dez anos de matromónio, enquanto na mão direita se pode ver outro anel, mais discreto, mas ainda assim com 13 quilates, o que recebeu quando foi pedida em casamento.

Quanto ao guarda-roupa, consta que o look Dolce & Gabanna vale 9000 dólares (perto de 8500 euros), a que se devem somar os 2000 dólares (mais de 1800 euros) do lenço Hermès.

Faltam as comparações, claro. E a propósito deste retrato, a maior parte das notícias publicadas recorda que também Michelle Obama optou pelo preto na sua primeira foto oficial, tirada na Sala Azul, aliás voltando a repetir a cor na segunda fotografia como primeira-dama, mas na Sala Verde da residência oficial da Presidência.

A fotografia oficial de Melania Trump está agora disponível no site da Casa Branca, acompanhado por uma breve biografia da ex-modelo, de origem eslovena. Nela, Melania destaca a sua paixão pela moda e as suas conquistas como “empreendedora”, ao criar a sua própria coleção de jóias, lançada em 2010. Como causas elege as relacionadas com as mulheres e crianças, mostrando uma preocupação particular com o cyberbullying entre adolescentes.