Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mais de 100 mortos em cheias na Colômbia

COLOMBIAN ARMY HANDOUT/EPA

Cheias ocorreram na cidade de Mocoa, no sul da Colômbia. Pelo menos 119 pessoas ficaram feridas. Foi decretado o estado de emergência

Helena Bento

Jornalista

Pelo menos 112 pessoas morreram e 119 ficaram feridas num deslizamento de terras provocado por cheias na cidade de Mocoa, província de Putumayo, no sul da Colômbia, junto à fronteira com o Equador, segundo o mais recente balanço da Direção Nacional de Bombeiros do país, que tem vindo a atualizar o número de vítimas na sua conta no Twitter. O último balanço divulgado apontava para pelo menos 24 mortos e 65 feridos. Juan Manuel Santos, presidente da Colômbia, decretou o estado de emergência.

Carlos Ivan Marquez, diretor-geral da Unidade Nacional para a Gestão de Risco de Desastres, informou que as inundações ocorreram cerca da meia-noite e surpreenderam os residentes que dormiam. As chuvas fortes causaram o transbordo dos caudais de vários rios e deixaram centenas de habitações cheias de lama em 17 bairros. A cidade está “totalmente isolada”, sem eletricidade e água, informou o presidente da Câmara de Mocoa, Jose Antonio Castro.

Os serviços de emergência continuam a procurar sobreviventes. Um número indeterminado de pessoas encontra-se desaparecida. Foram enviadas equipas de emergência para o local.

[Notícia atualizada às 10h00]