Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Braço direito do líder do Daesh morto num ataque aéreo no Iraque

AMEAÇA Militante com a bandeira negra do Daesh em Raqqa, na Síria, em junho de 2014

REUTERS/STRINGER

O homem apontado como o "número dois" do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), identificado como Ayad Hamed al Yamili e apelidado de Abu Yehia, morreu num ataque aéreo no oeste de Iraque, segundo os serviços secretos militares iraquianos

O homem que é considerado o braço direito do líder di grupo terrorista Estado Islâmico (EI), identificado como Ayad Hamed al Yamili e apelidado de Abu Yehia, morreu num ataque aéreo no oeste de Iraque, segundo os serviços secretos militares iraquianos.

Em comunicado, as autoridades iraquianas referiram que Abu Yehia era o "ministro de Guerra" e que foi morto num bombardeamento na cidade de Al Qaem, na fronteira com a Síria, controlada pelos 'jihadistas'.

As autoridades acrescentaram que morreram ainda o responsável militar dos extremistas em Al Qaem, Turki Yamal al Dulimi, conhecido como Abu Hayar, e Salem Muzfer al Ayami (Abu Hatab), o responsável administrativo do EI na cidade.

A aviação dirigiu "um golpe preciso" contra a sede dos dirigentes do EI, lê-se ainda no comunicado, que não referiu se os ataques foram da força aérea iraquiana ou da coligação internacional, liderada pelos Estados Unidos, nem quando ocorreu a operação.