Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Malásia vai devolver corpo do meio-irmão de Kim Jong-un

JUNG YEON-JE/AFP/GETTY

Em troca, a Coreia do Norte terá dado permissão para que os nove cidadãos malaios retidos pelas autoridades norte-coreanas em Pyongyang possam regressar ao seu país

Helena Bento

Jornalista

As autoridades da Malásia anunciaram esta quinta-feira que vão devolver o corpo de Kim Jong-nam, o meio-irmão do líder norte-coreano que foi assassinado a 13 de fevereiro, no aeroporto de Kuala Lumpur. Em troca, a Coreia do Norte terá dado permissão para que os nove cidadãos malaios retidos pelas autoridades norte-coreanas em Pyongyang regressem ao seu país, confima o primeiro-ministro malaio Najib Razak, num comunicado citado pela BBC.

No final de fevereiro, uma delegação norte-coreana, que incluía Ri Tong Il, o ex-embaixador da Coreia do Norte nas Nações Unidas, aterrou na Malásia para reclamar o corpo do meio-irmão do líder da Coreia do Norte, que morreu depois de ter sido atacado com uma alta dose do químico VX, um poderoso agente nervoso.

Ainda de acordo com Najib Razak, as autoridades malaias terão ainda dado permissão para que todos os norte-coreanos retidos no país regressem à Coreia do Norte. Não se sabe se os três homens suspeitos de ligações à morte de Kim Jong-nam, que se acredita estarem escondidos na embaixada da Coreia do Norte em Kuala Lumpur, estão abrangidos por este acordo a que os dois países chegaram esta quinta-feira e se estão igualmente autorizados a regressar a Pyongyang.

O assassínio de Kim Jong-nam deu início a um conflito diplomático entre a Malásia e a Coreia do Norte. Pyongyang opôs-se à realização de uma autópsia pelas autoridades malaias, enquanto que a Malásia se recusava a entregar o corpo sem a obtenção de amostras de ADN e a confirmação de parentes próximos.

As duas mulheres consideradas suspeitas da morte de Kim Jong-nam – uma indonésia e uma vietnamita – foram acusadas de homicídio. A Coreia do Sul continua a acusar Pyongyang de ser responsável pelo assassónio do meio-irmão do Presidente norte-coreano.