Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Genro de Trump vai depor perante comissão do Senado sobre contacto com a Rússia

JIM BOURG

Jared Kushner desempenhou uma decisiva função de intermediário, quer no decurso da campanha quer após a vitória de Donald Trump nas relações com numerosos países estrangeiros

Jared Kushner, o genro e próximo conselheiro do Presidente dos EUA, Donald Trump, deverá depor perante a poderosa comissão de Informações do Senado norte-americano que investiga as alegadas interferências de Moscovo nas eleições presidenciais, anunciou esta segunda-feira a Casa Branca.

Kushner, 36 anos, desempenhou uma decisiva função de intermediário, quer no decurso da campanha quer após a vitória de Donald Trump em 8 de novembro, nas relações com numerosos países estrangeiros.

Em particular, facilitou a organização de um encontro entre Trump e o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, e também com o Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto.

Mas a comissão do Senado (Select Committee on Intelligence), pretende sobretudo registar o seu testemunho sobre a natureza exata dos contactos que terá efetuado com responsáveis russos.

"Ao longo da campanha e da transição, Jared Kushner foi o ponto de contacto oficial dos responsáveis governamentais estrangeiros", indicou um responsável norte-americano sob anonimato, citado pela agência noticiosa France-Presse.

"Atendendo ao seu desempenho, foi ele próprio que propôs falar à comissão presidida por Richard Burr mas ainda não recebeu confirmação", acrescentou.