Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Não há indicações de portugueses feridos no ataque em Londres, diz a embaixada

Ataque em Londres: serviços de emergência junto ao Parlamento Britânico. O ataque ocorreu pelas 13h40 locais, a mesma hora em Lisboa

HANNAH MCKAY / REUTERS

A embaixada de Portugal em Londres desconhece, por agora, a existência de cidadãos portugueses entre os feridos do atentado, disse ao Expresso fonte da representação de Portugal. A representação de Portugal no Reino Unido está a acompanhar a situação

A embaixada de Portugal em Londres desconhece até este momento a existência de feridos portugueses no atentado desta tarde em Londres.

O ataque aconteceu por volta das 13h40 locais (mesma hora em Lisboa), no exterior do Parlamento britânico. A polícia abateu um homem que entrou nas instalações do Parlamento britânico e esfaqueara um agente. Há também relatos de que um carro atropelou pessoas na Ponte Westminster situada nas imediações.

Diversas testemunhas dizem que viram várias pessoas a receberem tratamento devido a ferimentos. Num tweet, a Scotland Yard explica que está encarar o caso como um “ato terrorista”. Unidades de contraterrorismo da polícia metropolitana estão mobilizadas.

em atualização

  • Ao minuto: Polícia confirma quinta vítima mortal

    Autoridades britânicas detiveram esta manhã oito pessoas em buscas a casas em Birmingham. Theresa May revela no Parlamento que o atacante nasceu no Reino Unido e já era conhecido pelas autoridades. O autoproclamado Estado Islâmico (Daesh) assumiu responsabilidade pelo ataque. Paralelamente, vão-se multiplicando em Londres as homenagens às vítimas do atentado. Esta noite a polícia confirmou a existência de uma quinta vítima mortal